Uma das perguntas mais frequentes nas consultas em clínicas especializadas em transplante capilar, por parte de pessoas que buscam recuperar os fios de cabelo perdidos, é a idade em que se pode fazer um implante de cabelo.

A resposta é clara: qualquer pessoa maior de idade pode se submeter a um implante capilar. Desde que não tenha problemas de saúde que impeçam o processo de transplante ou que possam desencadear algum problema com a medicação que será aplicada durante o pós-operatório.

A única coisa exigida do candidato a um implante capilar é que este passe por um exame de sangue. Além disso, ele precisa ter uma área doadora com folículos densos e de qualidade, já que estes serão usados na recuperação das partes calvas.

O momento ideal para se fazer um transplante

Muitas vezes, se costuma dizer que a faixa de idade em que um implante de cabelo pode ser feito fica entre os 18 e os 80 anos. Também é verdade que a maioria dos especialistas recomenda que os candidatos a este tipo de cirurgia esperem pelo menos até os 30 anos.

Visto que esse é o momento ideal para fazer uma análise mais eficaz da alopecia e suas consequências. Uma vez que é mais ou menos nesse período que se conclui o processo hormonal que faz com que o cabelo caia.

No caso destes pacientes, se aconselha a esperar que a alopecia comece a regredir naturalmente. Enquanto isso os mesmos se submetem a tratamento duplo com minoxidil e finasterida para controlar o processo de queda.

Esse duplo tratamento minimizará as perdas e ajudará na regeneração capilar daqueles folículos que, mesmo danificados, não morreram. Este tratamento para uso tópico e oral será finalizado, quando chegar o momento ideal onde o candidato deverá se submeter ao transplante capilar.

Da mesma forma, os cirurgiões recomendam não esperar além dos 50 anos, pois nesse caso a intervenção pode ser demorada. Igualmente, poderá ser mais complicada devido ao fato de os folículos da zona doadora já não apresentarem a mesma qualidade.

Por outro lado, intervir antes que a careca esteja avançada para quase metade de todo o couro cabeludo evitará que a operação seja muito mais longa. Como geralmente ocorre em pacientes que necessitam de um implante capilar total.

Tipos de tratamentos de regeneração capilar

Além da administração de medicamentos como os mencionados acima, há também outros tratamentos. Os mesmos, sozinhos ou combinados com um implante capilar, ajudam na regeneração e fortalecimento de folículos fracos que provavelmente deixam de criar novos fios de cabelo.

O mais interessante deles é o tratamento com células-tronco. Nele se extrai uma pequena amostra de tecido adiposo do próprio paciente. Para que assim possa ser enriquecida e, em seguida, aplicada na área do couro cabeludo com problemas.

Este tratamento com células-tronco proporciona resultados com 100% de sucesso quando combinados com a técnica de microenxertos capilares FUE. Um procedimento no qual unidades foliculares são extraídas, uma a uma.

Geralmente esse procedimento utiliza dispositivos precisos e essenciais, já que permitem resultados garantidos por toda a vida. Além de um pós-operatório muito mais curto e menos restrito para pacientes submetidos a um transplante de cabelo.

Puntuación
[Total: 1 Puntuación: 5]