Pedir informação

A calvície ou perda de cabelo é uma situação que vem aumentando de forma considerável na sociedade moderna. Sabe-se que na maior parte das vezes a genética está relacionada com a queda dos fios capilares, mas fatores como idade avançada e estresse são grandes coadjuvantes e precisam ser analisados com cautela. O implante capilar surge com uma solução definitiva para isso.

O grande problema da perda de cabelo é que ela está relacionada de forma íntima com o conceito de beleza ditado pela sociedade atual, isso significa não que ter cabelo é quase um sinônimo de ser “feio. Visto que a queda de cabelo influi e muito no aspecto visual de uma pessoa.

Em alguns casos a situação toma proporções tão grandes que a pessoa acaba por não conseguir se sentir bem consigo mesma, é como se a sua imagem não a representa-se, o que pode ocasionar quadros de tristeza profunda e depressão.

Por isso o transplante capilar não é apenas um procedimento estético, uma vez que ele devolve a autoestima e a qualidade de vida para muitos indivíduos que sofrem com a perda capilar.  O crescimento do cabelo, aumenta a confiança e a recuperação da autoestima de um indivíduo.

Sabendo da importância desse tratamento, é necessário quebrar tabus e explicar exatamente quais os processos que envolvem o implante capilar. Mas precisamos deixar claro que esse é um processo cirúrgico, ou seja, não é um procedimento simples de se fazer.

Da mesma forma como ocorre nos implantes próteses de silicone, um processo de transplante capilar deve ser analisado com muito cuidado para que seja realizado com plena segurança. Toda técnica, a grosso modo, trabalha realocando os folículos capilares que estão saudáveis, geralmente da parte posterior da cabeça para a área afetada pela calvície.

Após todos esses passos, o cabelo irá voltar a crescer de forma definitiva. A cirurgia irá garantir que o paciente tenha um ótimo crescimento de cabelo novamente. Atualmente essa é a técnica escolhida como a mais eficiente para tratar a calvície hereditária.

É realmente seguro realizar um implante capilar?

Pedir informação

Claro que essa resposta deve ser respondida por um profissional habilitado analisando cada caso em particular, mas geralmente a resposta é: Sim. Pois trata-se de um procedimento conceituado e com garantia de total efetividade.

Salientamos que quando falamos de resultado é importante sempre ter em mente os seguintes pontos:

  • Pesquisar por um profissional conhecido – Assim você terá a garantia de que está fazendo um tratamento ideal para o seu caso e que não terá problemas futuramente.
  • Tenha sempre referências – Caso você não conheça um profissional que realize o serviço, procure nas redes sociais no site de pesquisas do Google. Busque também, informações através de pessoas que já passaram pelo procedimento.
  • Nem sempre qualidade significa custos altos – Faça um bom filtro para garantir um preço justo e um serviço eficiente. Além de ver possibilidades que compensam financeiramente, como o transplante na Turquia.

Os valores do transplante capilar estão ligados com o local e com a técnica necessária para cada caso. Abaixo explicaremos em detalhes esse assunto.

Você conhece todos os tipos de transplante capilar?

As pessoas que já passaram por um implante de cabelo em uma clínica realmente séria e por um profissional qualificado têm eterna gratidão com esse procedimento. Atualmente com o avanço da tecnologia, surgiram diversas técnicas eficientes para o implante capilar que abrangem as necessidades individuais de casa paciente.

Hoje não existe somente uma maneira de se fazer um transplante de cabelo, o que é ótimo. Porque as opções atuais oferecem são mais variadas e o interessado em um implante de cabelo pode escolher entre ela, levando em conta a qualidade e o preço. Abaixo vamos citar as técnicas mais usadas.

FUE Motorizado – Técnica inovadora de implante de cabelo

Pedir informação

Quando se fala de inovação e funcionalidade na área transplantes capilares, pensa-se logo na técnica tradicional FUE. Posto que ela é utilizada com muita frequência por profissionais do ramo. A sigla “FUE” tem origem direta do inglês “Follicular Unit Extraction”. O significado basicamente “Extração Folicular Unitária”.

No entanto, o que você precisa saber realmente sobre ela, é que se trata de uma técnica que revolucionou os tratamentos de transplante de cabelo. Atualmente é a mais moderna e avançada que existe e as mais novas técnicas foram inspiradas nela.

Sobre o procedimento de transplante capilar algumas dúvidas podem surgir, mas na verdade ele é bem simples. Isto é, todos os passos que envolvem o procedimento não são tão complexos como se pensa. Todo procedimento consiste basicamente na transferência de folículos capilares saudáveis para regiões que tenham carência de fios de cabelo.

Os folículos capilares são retirados, um a um, através de um pequeno aparelho que é totalmente controlado pelo cirurgião. Para realizar a extração da área doadora, são realizadas incisões circulares mínimas em cada folículo capilar a ser retirado da área doadora do couro cabeludo.

Como o processo é invasivo será necessário a aplicação de uma anestesia local. Ela serve para evitar que o paciente sinta dor durante a extração dos fios. Como toda técnica do tipo é delicada e exige movimentos precisos, ela pode chegar a ter um tempo médio de até 4 horas de duração.

Mas dependendo da área a ser tratada é possível que esse tempo se prolongue por até um dia inteiro. Deve-se ressaltar que o tempo também é influenciado pela experiência do cirurgião. Para sua segurança todo o processo de transplante conta com regras.

Uma das principais regras consiste em um limite recomendado de fios de cabelos a serem implantados, cerca de 1.800 fios de cabelo por sessão. Mas número de fios dependerá muito do profissional e do aparelho que será utilizado.

Alguns efeitos colaterais que são notados como exemplo:

  • O couro cabeludo do paciente pode se apresentar dolorido e avermelhado, isso é normal durante as primeiras horas.
  • Existe relato de pacientes que tiveram um leve inchaço após a realização do transplante.
  • Após o tratamento, o cabelo cresce bem rápido e por volta 2 a 3 semanas ele cai totalmente. Essa queda capilar é normal e faz parte do processo de crescimento capilar. Apenas após um período de 3 meses, será possível observar cabelo definitivo surgindo. Por isso para todos aqueles que desejam fazer um transplante, vale saber que é uma jornada de longo prazo.

Uma das preocupações que acomete muitos e gera receio é sobre a cicatriz da cirurgia capilar. Durante a extração dos folículos ocorrem micro cicatrizes, essas têm características de cor clara e serão praticamente imperceptíveis a olho nu, quando o cabelo ganha um certo comprimento.

Entre as vantagens do FUE Motorizado temos:

  • O tempo de cicatrização é mínimo e garante muito mais liberdade.
  • As cicatrizes serão dissipadas com o crescimento do cabelo;
  • Única possibilidade de um pós-cirúrgico indolor;
  • Todos os pacientes conquistam uma recuperação com tempo curto que abrange no máximo 7 dias;
  • Os resultados obtidos são permanentes.

Entre as desvantagens do FUE Motorizado temos:

  • Serão necessárias algumas sessões caso o paciente tenha uma área capilar muito grande a ser tratada;
  • Obrigatoriamente o cabelo terá que ser raspado em um comprimento curto para a realização dessa técnica;

FUE Robótico – processo automático de implante de cabelo

Pedir informação

O FUE robótico é uma técnica similar a descrita acima. No entanto, com algumas variações em termos de tecnologia, pois se trata de um procedimento mais avançado. Isso porque é realizada com ajuda de um robô.

Tal robô retira os fios de cabelo sem deixar nenhuma cicatriz e sem a necessidade de qualquer ponto. Desse modo, se formos colocar na balança os tipos de transplante FUE motorizado e o FUE robótico notamos que apresentam quase os mesmos resultados.

Entre as vantagens do FUE Robótico temos:

  • Excelente precisão de transplante;
  • Mínimo tempo de procedimento;
  • Não a necessidade de pontos;
  • Rápida recuperação do paciente;
  • Técnica moderna e de ponta em questão de tecnologia.

Entre as desvantagens do FUE Robótico temos:

  • Alto custo de procedimento.
  • Raspagem de cabelo em comprimento baixo.

FUT – Técnica convencional de transplante capilar

O FUT, do inglês Follicular Unit Transplantation, é uma técnica convencional de transplante que surgiu no ano de 1988, na estimada cidade do Texas, nos Estados unidos. Descrevendo a técnica de forma resumida, podemos dizer que se trata geralmente da remoção de um tira do couro cabeludo da área doadora.

Como já citado, em muitos casos a área doadora será a nuca do paciente, isto é, da parte de trás da cabeça, onde se tem os fios mais volumosos e saudáveis. Após a extração, os folículos serão cuidadosamente separados e transplantados para a área a ser tratada.

Entre as vantagens da técnica FUT convencional temos:

  • Única sessão é necessária até em casos de calvície avançada.
  • Em relação a FUE tem maior eficiência.
  • Cerca de 2.300 enxertos implantados por sessão, podendo chegar até 4 mil.

Entre as desvantagens da técnica FUT convencional temos:

  • A sessão pode chegar a mais de 10 horas de duração;
  • É necessário fazer a remoção de pontos após o procedimento;
  • A técnica deixa uma cicatriz que pode ser visível se o cabelo estiver com menos de 2 milímetros de espessura.

Transplante de cabelo com fio longo

Pedir informação

Para aqueles que tem um apego aos seus fios de cabelo e não querem os cortar para fazer o transplante capilar, isso já é possível através da Preview Long Hair. Uma técnica de implante capilar com fio longo desenvolvida no Brasil no ano de 2006, pelo conceituado médico Marcelo Pitchon.

Os folículos serão retirados da mesma maneira só que sem cortar os fios do cabelo. A técnica é uma variação dos tipos de implante capilar mencionados anteriormente. O mais interessante desse método, que revolucionou o mercado, é a chance de evitar a necessidade de raspar o cabelo para realizar o transplante capilar.

Isso é muito interessante para mulheres com problemas de calvície, já que os fios transplantados permanecem na cabeça por cerca de 1 mês e começam a cair gradativamente. Ou seja, o impacto visual é mínimo, e as mulheres se sentem satisfeitas com isso.

Outra questão super importante é que o paciente não se incomoda com a possibilidade do surgimento de pequenas cicatrizes, já que elas não ficam visíveis devido ao tamanho do cabelo. Os fios definitivos começam a crescer em cerca de 4 meses após o procedimento.

A maior virtude dessa técnica de implante de cabelo é que o cirurgião consegue ter uma visão de como ficará o resultado final, com essa informação é possível fazer os ajustes necessários durante o procedimento.

Entre as vantagens da técnica do fio longo temos:

  • Não é necessário raspara a cabeça;
  • Cicatrização não perceptível;
  • Ideal para as mulheres;
  • Resultados em curto espaço de tempo.

Entre as desvantagens da técnica do fio longo temos:

  • Processo cirúrgico mais demorado;
  • Se faz necessário maiores cuidados;
  • Maior chance dos fios de cabelo se soltarem.

Técnica Híbrida: FUE Motorizado e Robótico

Essa técnica é uma mistura muito incrível de dois métodos já citados acima. Dentro dela ira se combinar o FUE motorizado com FUE robótico, aumentando muito o potencial de qualidade, pois uma técnica complementa a outra. Fora que será possível transplantar até 5 mil folículos capilares em uma única sessão.

Isso corresponde ao implante de até 15 mil fios em um tratamento total e é ótimo para pessoas com problemas sérios de calvície e que desejam resolver o problema em sessão única, de uma vez por todas. As vantagens e desvantagens desse procedimento são as mesmas de ambos os processos individuais.

Método de implante de cabelo DHI

Pedir informação

A especialistas que afirmam que esse método é apenas uma variação do método FUE. Porém, algumas diferenças são visivelmente notadas no implante capilar, tanto na remoção dos folículos capilares, como em sua implantação.

Nessa técnica os procedimentos de extração e implante dos fios são realizados de forma simultânea com o uso de uma caneta de implante, que contém uma espécie de agulha. O folículo capilar será removido da área doadora ao ser inserido dentro da agulha da caneta.

Após a extração ditos folículos serão implantados na área receptora por meio de um sistema êmbolo, algo parecido a uma seringa. Várias “canetas” podem ser usadas ao mesmo tempo após a aplicação de uma anestesia local na região do couro cabeludo.

Entre as vantagens da técnica DHI temos:

  • Maior números de folículos sobreviventes;
  • Sangramento reduzido na área receptora;
  • Processo de recuperação mais breve;
  • Raspagem da cabeça desnecessária.

Entre as desvantagens da técnica DHI temos:

  • Maior temo de treinamentos para os profissionais;
  • Maior custo do procedimento, comparado a outros;
  • Necessidade de cuidado e precisão maiores durante o procedimento.

Resultados obtidos com o implante de cabelo

Os resultados de um implante capilar dependem de inúmeros fatores, mas é quase o mesmo independentemente do método utilizado. Sendo absolutamente normal que a partir da 3ª até a 6ª semana após o implante seja observada a queda de muitos cabelos transplantados.

Na verdade, se espera que eles caiam mesmo, isso é muito comum e não há razão para preocupação. Porque os fios de cabelo caem, mas os folículos capilares permanecem vivos, prontos para dar vida a novos fios de cabelo ainda mais fortes e permanentes.

Apenas a partir do sexto mês o paciente terá um crescimento de cabelo notável.

Com cerca de 12 meses depois do procedimento, o resultado será definitivo. É praticamente garantido que os fios implantados não irão cair.

Qual o preço de um procedimento de implante capilar?

Apresentado todas as técnicas, vamos explicar os valores. Os mesmos variam de profissional para profissional e até mesmo de região para região. As técnicas mais sofisticadas que proporcionam maior número de folículos transplantados, saem por um valor maior.

Em média aqui no Brasil, um transplante sai por 4 mil e pode chegar a 30 mil. Mas existem pessoas que viajam para o exterior no intuito de fazer procedimentos mais baratos e com um número maior de folículos transplantados. Todavia, não podemos garantir que realmente funcionem.

Pedir informação

 

Puntuación
[Total: 1 Puntuación: 5]